Direito Digital e Compliance

Categorias


Direito Digital e Compliance

Contratar um assassino pela darkweb

Contratou e pagou em bitcoins profissional para atacar causar lesões na ex-namorada.

Ricardo Córdoba BaptistaRicardo Córdoba Baptista

Recentemente, a Europol anunciou que ajudou a Polizia Postale e delle Comunicazioni1 a prender um italiano suspeito de “contratar um assassino de aluguel pela darkweb”.

O homem identificado como Tommaso Girotti, um cientista da computação de 38 anos do grupo Enel, teria encomendando o serviço por meio da rede Tor para que o executor ferisse a ex-namorada com ácido e provocasse lesões corporais capazes de deixá-la para sempre em uma cadeira de rodas. 2 Girotti teria pago em bitcoins o equivalente a 10 mil euros. O crime não chegou a ser consumado.

Segundo a Europol, à análise criptográfica permitiu o rastreamento e a identificação do provedor de onde o suspeito teria comprado as criptomoedas. Os detalhes sobre as técnicas de investigação e análise não foram divulgados.

Para especialistas que estudam sites que oferecem crimes como serviço (homicídios, lesões corporais, danos patrimoniais etc.), quase todos são fraudulentos e destinados a aplicar golpes.

Referências

  1. A Polizia Postale e delle Comunicazioni (Polícia Postal e de Comunicações) é uma unidade policial italiana que tem como atribuição a investigação de crimes tecnológicos.
  2. Tor é um software livre e de código aberto que proporciona a comunicação anônima e segura ao navegar na Internet e em atividades online. Apesar de estar relacionado a práticas criminosas pela internet, o navegador é utilizado por ativistas para burlar a censura, bem como por milhões de usuários que buscar maior nível de privacidade ao navegar.

Advogado com pós-graduações em Direito Digital, Compliance e Segurança da Informação. Graduação em Filosofia. Certificado EXIN Data Protection Officer (PDPP). Membro da Internet Society. Faz parte do escritório Silva, Santana & Teston Advogados.