Direito Digital e Compliance

Categorias


Direito Digital e Compliance

Estudos sobre privacidade e ferramentas de rastreamento em sites de conteúdo adulto

Dois estudos revelam como sites pornográficos representam riscos à privacidade.

Ricardo Córdoba BaptistaRicardo Córdoba Baptista

Sites de conteúdo adulto estão entre os mais visitados, tanto no Brasil como em outros países. Apesar disso, pouco se sabe sobre aos riscos relacionados à privacidade dos seus visitantes e se estão em conformidade com as leis de proteção de dados e privacidade.

Dois artigos científicos recentes detalharam como esses sites rastreiam comportamentos e colocam em risco a privacidade. Para se ter uma ideia do tamanho do problema, apenas 16% dos sites analisados, de acordo com uma das pesquisas, possuem uma política de privacidade e apenas 4% mostram o banner de consentimento de cookies.

Informações sobre as preferências sexuais de um indivíduo são sensíveis, de acordo com inúmeros regulamentos de proteção de dados pessoais, como a LGPD e GDPR. Tais leis exigem que as organizações solicitem o consentimento dos usuários antes de coletá-los. Os sites pornográficos usam serviços de publicidade (DoubleClick, por exemplo) e análise de tráfego (Google Analytics), capazes de acompanhar a interação dos usuários com esses sites. Portanto, pela analise desses dados, é possível inferir a orientação sexual de um visitante.

Os estudos apontam outras irregularidades, além da coleta de tais dados sem o devido consentimento. A ausência de protocolos de segurança como o HTTPS, por exemplo, representam riscos aos visitantes desses sites, sobretudo naqueles países onde certa orientações sexuais são criminalizadas.

Os estudos podem ser acessados pelos links abaixo:

Advogado com pós-graduações em Direito Digital, Compliance e Segurança da Informação. Graduação em Filosofia. Certificado EXIN Data Protection Officer (PDPP). Membro da Internet Society. Faz parte do escritório Silva, Santana & Teston Advogados.

Comments 0
There are currently no comments.